quedas_de_kalandula_bs_original.jpg
Comunidade Angolana na Baviera e.V
lcab007_bs_original.png
© Copyright 2007 cab e.V -Todos os direitos reservados
AngolaPágina principalNew PageConfirma-nosCriteriosRegisto 06/2016Agr. do registoQuem sómosAngolaBiéCabindaC-CubangoCuneneHuamboHuílaK-NorteKwanza-SulLuandaLunda-NorteLunda-SulMalangeMoxicoNamibeUígeZaireAngola-RFABenguelaBengoSua músicaActasOutubroNetzwerk munikActualidadeSetembro-2013Novembro-aulasjuventude de MDezembroTrabalho de CamboJaneiroFevereiroMarçoActa da ReuniãoAbrilMaioEleições do Pr SGImagensJunhoJulhoAgostoComunidadeC-RepresentantesBernardo NdombeleNDombeleActas do CRNovembro-08EstatutosEstatutos CopyNew PageEstatutos da CAB e.VActividadesCandidatosEventos12 Anos de Existencia 2019Angola - Culináriaprato típico de AngolaVisita ConsularActualidade NewsComunicado Consular Maio 2016.DesportonovoComentárioNew PageHeute-hojeHeute- hoje 10/16ComunicadoRelatórioNotíciasCAB e.VAngonotíciasHistóriaimagemAngonoticiasCronologiasCronologia-FrankfurtVoz da AméricaRDP-ÁfricaLusofoniaS-ExecutivoArlete AugustoEdno de SousaAntonio Amadeu Oliveira MussaNew PageNew Page Marisa JoãoPaulina kassaMateus CristovãoPedro TecaGaleria de fotosVideo ClipTucokweAugsburgFreisingNürnbergRosenheimWürzburgRepresentaçõesAugsburgFreisingRengesburgNürnbergRosenheimWürzburgEngresse-teComentáriosWebmailCandidaturasNewsContactoAlemãoÜber unsEmailImpresseumweiter KontFausto CumbicoBernaedo DomingosBarnabe da CostaPaulo JoseBernardo NdombeleNew PageAktivitätenSport8 jährig BestehenkonsulatNachrichtenAkteAugustNeue SeiteGästebuch
ao_bs_original.png germany-2_bs_original.png
SEG, 24 DE AGOSTO DE 2009 01:12 Têm Governantes que esbanja do erário público
João Quipipa: Eu gostaria de dizer, que se as coisas não vão bem, com as Associações ou Grêmios à que se refere, então é porque algo correu ou corre mal e para tal, é necessário se convocar reuniões e debates públicos, com todos os intervenientes, para que se análise e se corrijam os erros. Em muitos dos casos, as Associações que existem hoje e lutam pela sua manutenção, surgiram de outros projectos e trabalhos, realizados por outros antecessores (outras Chefias), que desistiram por incompetência, fazendo com que muitos angolanos, desesperados e descontentes, deixassem de participar e dar o seu apoio às Associações, o que torna difícil reorganizar as coisas e trazer às pessoas ao entendimento, este é o grande problema que nos deparamos, alias é preciso antes de formarmos uma Comunidade pensarmos no estatuto, Regulamento interno e numa estrutura que vela pela implementação. Na CAB e.V, por exemplo, existe o Conselho de Representante que tem como tarefa primordial controlar os trabalhos do Secretariado Executivo e este por sua vez é o mentor da implementação das idéias saídas das diferentes reuniões e Assembléias. Angola24horas: Senhor Quipipa, pode fazer-nos, por favor, uma panorâmica geral sobre a comunidade angolana na Baviera? Sua relação com a CAB e.V, perspectivas, etc. João Quipipa: Quando começamos os dirigentes da extinta Comunidade chamaram-nos de aventureiros e outros de bajuladores por restabelecermos as relações com a Embaixada e unirmos todo o angolano. Hoje passados dois anos estamos contente com o sucesso ora alcançado e não só mostramos ao mundo que Angolanos com diferentes opções políticas (MPLA,UNITA e FNLA) etc. podem caminhar e trabalhar juntos em prol da nossa nação respeitando a angolanidade,este é o nosso ideal. Tenho uma relação de Amizade com os restantes membros e tenho estado através das minhas idéias a proporcionar o bom funcionamento da nossa Comunidade e o cumprimento das regras democráticas. Aprendi muito com a CAB e.V e continuo a aprender, todos os dias, aceito criticas e gosto de escutar o conselho de todos os membros e estes são os pilares do nosso sucesso. A CAB e.v tornou-se modelo para muitas comunidades mas nós temos ainda muito que fazer queremos atingir a meta de 100 membros actualmente são 85 e tornar ela de uma das Comunidades mais atractivas e dinâmica do mundo que ainda não somos. Vamos continuar a relançar a nossa Cultura apoiando a nossa Juventude e fazermos tudo que estiver ao nosso alcance para os angolanos residentes na Baviera e na Alemanha em geral resumindo queremos ser o Berço de todos os Angolanos residentes no Baviera. Perspectivas são várias, a nossa tendência, é procurar ir ao encontro dos angolanos, escutá-los e fazer sentir a nossa voz e explicar os nossos objectivos, visto que existimos há 2 anos. Caso haja interesse, aconselhamos os angolanos, que consultem os estatutos, no nosso site www.cab07.com, sem receios de criticarem-nos, porque estamos dispostos ao dialogo. Angola24horas: Quais são as vossas relações entre outras associações dos angolanos na Alemanha? João Quipipa: Temos boas relações com a Comunidade Angolana em Badenwütenberg (Estugarda), somos parceiros culturais da Associação Cultural Africana de Nüremberg e estamos abertos para mais parcerias ou fusão em prol dos angolanos na Alemanha. Angola24horas: Existem reuniões entres as Associações ou Comunidades dos angolanos na Alemanha? João Quipipa: No meu discurso do I. Aniversário da CAB e.v propus esta reunião, contactamos a Embaixada para fornercer-nos os endereços, infelizmente a maioria dos endereços que recebemos já não existem ou são desconhecidas. Repeti transmitir a mesma idéia junto da Conferência de Quadros em Munique e o assunto deverá ser tratado pela Associação de Quadros na Alemanha que responsablizou-se de realizar o evento em Berlim. Estamos a espera que isto aconteça. Angola24horas: O que houve com a CAB e.V de suspender a realização do concurso Miss angola (Baviera)? João Quipipa: Contactamos mais de trinta empresas incluindo a Embaixada e a representação da TAAG na Alemanha, mas infelizmente as respostas recebidas não coadunaram com as nossas esperanças. Não ficaremos por aqui, o nosso objectivo é lutar para que nos próximos anos o Concurso Miss Angola seja uma realidade em terras germânicas. Angola24horas: Como anda a situação financeira da CAB e.V? João Quipipa: A situação financeira da CAB e.V, não é das melhores, isto é outra realidade, o problema, é que os membros não pagam as quotas e os que pretendem pagar, demonstram um certo cepticismo, em virtude do Comportamento da extinta Comunidade, que em alguns dos casos, foi incorrecta para com o uso do fundo monetário, feito a base das quotizações e donativos. << Previous Next >>
joao-dias_bs_original.jpg
João Quipipa
AngolaPágina principalNew PageConfirma-nosCriteriosRegisto 06/2016Agr. do registoQuem sómosAngolaBiéCabindaC-CubangoCuneneHuamboHuílaK-NorteKwanza-SulLuandaLunda-NorteLunda-SulMalangeMoxicoNamibeUígeZaireAngola-RFABenguelaBengoSua músicaActasOutubroNetzwerk munikActualidadeSetembro-2013Novembro-aulasjuventude de MDezembroTrabalho de CamboJaneiroFevereiroMarçoActa da ReuniãoAbrilMaioEleições do Pr SGImagensJunhoJulhoAgostoComunidadeC-RepresentantesBernardo NdombeleNDombeleActas do CRNovembro-08EstatutosEstatutos CopyNew PageEstatutos da CAB e.VActividadesCandidatosEventos12 Anos de Existencia 2019Angola - Culináriaprato típico de AngolaVisita ConsularActualidade NewsComunicado Consular Maio 2016.DesportonovoComentárioNew PageHeute-hojeHeute- hoje 10/16ComunicadoRelatórioNotíciasCAB e.VAngonotíciasHistóriaimagemAngonoticiasCronologiasCronologia-FrankfurtVoz da AméricaRDP-ÁfricaLusofoniaS-ExecutivoArlete AugustoEdno de SousaAntonio Amadeu Oliveira MussaNew PageNew Page Marisa JoãoPaulina kassaMateus CristovãoPedro TecaGaleria de fotosVideo ClipTucokweAugsburgFreisingNürnbergRosenheimWürzburgRepresentaçõesAugsburgFreisingRengesburgNürnbergRosenheimWürzburgEngresse-teComentáriosWebmailCandidaturasNewsContactoAlemãoÜber unsEmailImpresseumweiter KontFausto CumbicoBernaedo DomingosBarnabe da CostaPaulo JoseBernardo NdombeleNew PageAktivitätenSport8 jährig BestehenkonsulatNachrichtenAkteAugustNeue SeiteGästebuch